Buscar

Os grandes erros no planejamento do paisagismo. E quando é o mento certo.

Você sabia que um planejamento errado do paisagismo pode acarrear gastos desnecessários, complicações na obra e limitações criativas no desenho?

Eu vou mostrar para você qual é o momento ideal para planejar o paisagismo da sua obra, e assim ter um ótimo desenho economizando tempo e dinheiro.

90% dos clientes pensam em fazer o paisagismo mais para o final da obra. 90% dos arquitetos se preocupam tanto com a casa que acabam também deixando o paisagismo para o final. Mesmo sabendo da importância de entrar com o paisagismo no início do processo. Deixar o paisagismo para o final é uma estratégia errada e vou lhe mostrar por que:


Gastos desnecessários:


A maioria das pessoas acabam gastando mais do que planejaram ou mais do que poderiam. Se você não se planejar para começar com o paisagismo mais cedo, os custos são mais altos por falta de planejamento de elementos que o paisagismo precisa para ter a sua máxima expressão. Já aconteceu de ter que quebrar parte da obra já construída para colocar elementos básicos do paisagismo como pontos de agua, drenagem, irrigação automatizada, elétricas para iluminar o jardim.

.

Paisagismo básico, sem expressão nem identidade:


A parte mais artística do processo também se vê afetada. Ideias maravilhosas que todo jardim pode ter, desde uma cobertura até um grande jardim tem que ser simplificadas porque os pedreiros já saíram da obra, porque o cliente cansou de gastar com mão de obra (pedreiros, marceneiros, serralheiros), e não quer adicionar no final da obra novos itens que fazem aumentar os seus custos. Esses elementos podem ser muretas para jardineiras, pissantes de concreto, revestimento de paredes e pisos, espelhos de agua, mobiliários sob medida, e tantos outros itens produtos da criatividade. Quando eles são planejados logo no inicio, arquitetura com paisagismo viram um só e a execução desses elementos ficam junto com a construção da casa. Salvando muito tempo de dinheiro.

Já me aconteceu de projetar um paisagismo maravilhoso com muretas de pedra ligadas a casa que faziam de jardineiras em diferentes alturas. O cliente adorou o projeto, mais desistiu e colocou só vegetação na terra mesmo porque não aguentava mais ter que continuar com pedreiros na obra nem um dia a mais. Pensando que num futuro ia se animar a finalizar esse paisagismo que tinha sonhado.

.

As plantas não ficaram lindas e grandes como imaginei:


A falta de dinheiro resulta na colocação de mudas de plantas muito pequenas que demoram séculos para crescer. Com um bom planejamento do orçamento é possível procurar mudas de plantas maiores ou plantar elas mais cedo (sempre que for possível e não corram risco de que a obra estrague elas) para que no final da obra estejam maiores e lindas!

Esses e vários outros problemas que acabam estressando aos clientes e deixando eles com uma sensação de frustação.

Deixa contar a historia que sempre escuto. Com muita frequência, aparecem clientes desistindo de fazer o paisagismo ou colocando só umas plantinhas de muda pequena por falta de dinheiro no final da obra. Aí contratam uma empresa de jardinagem, preenchem de grama a área de jardim, colocam alguma que outra planta que tem em todo viveiro e todo o esforço que fizeram por ter a casa ideal, resultou em arroz com feião.

Ou mesmo maravilhados com um bom projeto de paisagismo, não conseguem materializa-lo. Estão simplesmente esgotados com o estresse da casa inteira e loucos por finalizar todo assim do jeito que esta. Deixando o assunto que mais vida e energia traz na sua casa para um futuro que raramente chega.


O que aprendi sobre o paisagismo com a minha experiência internacional


Eu como profissional fico triste por essa situação que acontece no Brasil. Gente, na Austrália, Europa, USA também já foi assim. Mais com o tempo as pessoas entenderam a importância que o paisagismo tem na sua casa, a harmonia que traz para a arquitetura, para a vida do dia a dia. E começaram se planejar mais cedo.

Na Austrália, meus clientes me chamavam para começar a projetar o paisagismo logo após do conceito do projeto da casa ser aprovado. Assim eu conseguia trocar ideias com os arquitetos da casa e juntos procurávamos a melhor solução para o cliente. Arquitetura e Paisagismo trabalhando junto como um todo nos traz riquíssimas possibilidades de desenho e diminui consideravelmente os custos de obra e tempos de execução. Evitando muitas despesas supressivas que não estavam contabilizadas.

Isso é o que estou querendo buscar de transmitir aqui no Brasil também. Alguns países já se conscientizaram e os resultados são simplesmente fantásticos. Aqui sou umas das pessoas que querem levantar essa bandeira para mostrar o caminho para ter uma obra de sucesso. Quero colocar a disposição o melhor de mim para informar e orientar aos meus clientes.

.

Então, quando devemos pensar no paisagismo?


Primeiro escolham ao arquiteto que vai fazer a sua casa. Definam o conceito da casa e quando estiver o projeto definido escolham um paisagista que identifique as suas necessidades, seus desejos e consiga materializar seus sonhos. Que tenha conhecimentos de arquitetura e de vegetação. E vão perceber como a caixa de concreto se transforma numa obra de arte.


Passo a passo do paisagismo


O paisagista vai trabalhar no seu projeto de paisagismo definindo os diferentes elementos que compõem o layout: áreas ajardinadas, mobiliários, pergolados, iluminação, revestimentos e outros tantos detalhamentos. Dependendo do caso alguns projetos complementares podem ser necessários, como por exemplo irrigação automatizada. Nesse momento ainda estamos a tempo de ajustar alguns detalhes da casa para que converse com o paisagismo e a obra seja um sucesso.

Agora sim, todo pronto. Chegou a hora da obra. Fazer os orçamentos e definir os diferentes fornecedores e mão de obra. Visitas a lojas podem acontecer nessa fase também. É muito importante que o paisagista que realizou o projeto também acompanhe a obra. Na fase de obra podem acontecer ajustes e imprevistos que precisam ser resolvidos de maneira coerente com o projeto. E quem melhor para isso que o próprio artista.

A sua obra já começou? Bom, não perca tempo e contate um paisagista quanto antes.

Com o planejamento certo vai surgir o verdadeiro potencial do paisagismo. Eu pessoalmente gosto muito de trabalhar com elementos construídos que conversem com a linguagem da casa e com o design de interiores. E meu conhecimento internacional de estilos de desenho e vegetação me permite incorporar no paisagismo elementos exclusivos e diferenciados. A sua casa vai ser única, vai ter a sua identidade, e não simplesmente uma copia das modinhas brasileiras. Que a sua casa não seja só um mostruário dos vasos e plantas mais comuns do mercado. O mundo da natureza é tão grande, que temos uma variedade enorme de vegetação que podemos utilizar e que se encaixam com os diferentes tipos de clima e condicionantes locais. Não tenha medo de inovar, de pensar for a da caixa.

Imagine agora morar na casa do deus sonhos. Conseguir materializar todo isso que você sempre desejo, vivendo em harmonia com a sua família, rodeado de arquitetura e natureza. A área externa da sua casa toma vida, tem verde, tem espaços com atividades para cada um dos integrantes da sua família.

.

Bom, se você quer uma solução pessoalizada, vou me colocar a disposição para nos conversarmos.

Clica aqui para marcar uma reunião comigo. Vou ter o maior prazer em atender você!



#Paisagismoresidencial #jardimresidencial #paisagismoflorianopolis #paisagistaflorianopolis #arquitetapaisagista #arquitetopaisagista #jardimdecasasmodernas #jardimmoderno #paisagismotropical #paisagismomoderno #casaejardim #paisagismobrasil #paisagista #arquiteturapaisagistica #arquiteturadesign #arquitetando #imoveisdeluxo #altopadrao #jardimtropical #landscapearchitect #landscapedesigner #giardino #contemporaygarden #moderngarden #paisajismo #sofisticacao #designinspirations #yaelgossis #jurere #paisagismoresidencial #paisagismourbano #paisagismocomercial

  • Untitled-1
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn

Yael Gossis Arquitetura e Paisagismo